.

Um Sopro de Vida

.

Isto não é um lamento, é um grito de ave de rapina. Irisada e intranqüila. O beijo no rosto morto.
Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida. Viver é uma espécie de loucura que a morte faz. Vivam os mortos porque neles vivemos.
De repente as coisas não precisam mais fazer sen­tido. Satisfaço-me em ser. Tu és? Tenho certeza que sim. O não sentido das coisas me faz ter um sorriso de complacência. De certo tudo deve estar sendo o que é.
[...]
Quando acabardes este livro chorai por mim um aleluia. Quando fechardes as últi­mas páginas deste malogrado e afoito e brincalhão li­vro de vida então esquecei-me. Que Deus vos abençoe então e este livro acaba bem. Para enfim eu ter re­pouso. Que a paz esteja entre nós, entre vós e entre mim. Estou caindo no discurso? que me perdoem os fiéis do templo: eu escrevo e assim me livro de mim e posso então descansar.

13 Clariceanos:

Anônimo disse...

Gostei do livro ,mas ele um pouco complicado de entender,confunde..obrigado

Anônimo disse...

Nao entender é um bom sinal. Significa que há partes vivas que se mexem quando fustigadas pelas inquietantes verdades-sensaçoes lançadas pela construçao da crônica poética de Clarice.

Anônimo disse...

O rapaz que disse que o livro Um Sopro de Vida é complicado e que, por isso mesmo, não entendeu nada.é porque lhe falta conhecimento prévio sobre metafísica. Quando ele fizer alguma leitura sobre esse tema, verá que o livro é uma pérola, um grande tratada da alma, do mental, do físico e do emocional do ser humano. Clarice é brilhante..

Gilson Cavalcante - www.armazemdeversos.blogspot.com

Dinho disse...

Chorei durante horas depois de ler este livro. De fato, é uma Pérola!

Paty disse...

Amo os livros de Clarice.
Um sopro de vida marcou uma fase muito importante da minha vida.Lindo!!

Anônimo disse...

Li esse livro quando tinha 16 anos, ele marcou minha vida diante dos factos que vivia naquela época. Procuro esse livro e não o encontro em Portugal, por favor quem o consegui compra-lo para mim, agradeço. contacto: depauferro@bol.com.br

Anônimo disse...

quello che stavo cercando, grazie

Sulily disse...

Conheço algumas poucas obras e contos de Clarice (A hora da Estrela, Felicidade Clandestina, Amor, Aniversário,(o conto do cachorrinho e a menina), incrivelmente fascinante...Em suas narrativa, existe algo que nos incomoda realmente, mas é um incomodar que dialoga com alguns sentimentos nossos, aqueles que escondemos debaixo de milhões de
máscaras. Estou lendo Um sopro de vida... e estou assim..incomodada porque ela já mexeu comigo...dei uma paradinha porque precisava falar com alguém... é isso...

Joelma Nascimento disse...

Li Um Sopro de Vida aos 19 anos. Adorei!!! A impressão que me dava era que eu lia algo que me descrevia em adeterminados trechos!

Anônimo disse...

Quando li "Um sopro de vida" da Clarice Lispector, estava no segundo ano da Faculdade de Letras. Na época não consegui terminar o livro pois me entristecia muito. Mas o livro em si é muito bonito, nos faz refletir sobre a nossa própria vida.

Anônimo disse...

"Um sopro de vida", é triste, e irreversível neste Plano. Porém, iso que a Escritora escreve sugere algo muito importante para quem acredita,é espiritualizado, enfim. E sob aquilo que acredita, constroi seu próprio entendimento. Eu acredito numa outra vida fora deste universo que a Clarice Lispector relata. Eu diria que desse "sopro de vida" renasce outra vida muito além do arco-íris.
A Clarice é ótima, mas é meio confusa em seus escritos. Diverge, e se contradiz, é irreverente e negativa. Em seus textos, ela passa uma impressão que é tudo acerca dela,de sua própria vida, apesar de escrever diversificadamente. Me parece que foi uma alma atormentada. Entretanto, é impressionante a verdade como ela escreve, a naturalidade. Lí vários livros dela. Em todos , percebo que ela está sutilmente, e às vezes declaradamente no s temas. (Meu entendimento)

Anônimo disse...

Clarice,é tão perfeita....

Anônimo disse...

Eu adorei